15 de jan de 2011

Bust a Groove - Bust a Move


Ο, Δ, , X e as setas direcionais. Isso te lembra algo?

Antigamente não havia Wii, nem Kinect, nem nada que tivesse sensor de movimentos para se jogar os tão adorados jogos de dança num console. Até existiam tapetes e máquinas grandes de arcade, mas para jogar com os controles não haviam muitas opções.


Provavelmente os mais conhecidos dos jogos desse gênero eram o Dance dance revolution seguido de Parappa the rapper (ambos os quais eu nunca tive a chance de jogar). Mas havia um jogo que para mim marcou demais a época em que eu conheci o Playstation One (aquele tijolão ainda! haha!): Bust a Groove, ou Bust a Move na sua versão japonesa.

Personagens da primeira franquia numa versão very cute!

A primeira vez que eu vi esse jogo na frente, não tinha idéia do que fazer. Lembro que estava na casa do meu tio, que havia comprado vários jogos de playstation de um colega que tinha uma locadora de games e tinha fechado o negócio. Fomos até a gaveta e vimos aquele CD, que chamou a atenção, mas era todo em japonês. Demorou um bom tempo pra gente entender do que o jogo se tratava. Depois virou um dos nossos jogos preferidos!

capa do cd da versão japonesa

Graças a esse jogo eu tive meu primeiro nickname em chats (nossa que antigo, hahaha!) quando comecei a usar a internet em 2000: Kitty-N. Nada mais, nada menos que minha personagem preferida no jogo, depois da Shorty, é claro. Além de ser uma gatinha, literalmente falando, gostava muito do estilo de dança dela e ela tem o meu signo! (fã mode on). Cada personagem no jogo era bem cheio de personalidade, e tinha um estilo de dança bem marcante.
minhas duas personagens preferidas juntas, Shorty e Kitty-N

O jogo teve 3 sequências, duas para Playstation One e uma terceira que nunca cheguei a conhecer, para Playstation 2. Essa não tinha NADA a ver com as duas primeiras, então nem vou falar dela por aqui.


Bust a Groove  foi o jogo que marcou minha vida, como eu já disse anteriormente. Nele eu descobri os jogos de dança, bem como consegui finalmente na minha vida fazer o que eu nunca tive habilidade em fazer em jogos de luta: apertar uma sequência de botões que realmente faziam alguma coisa (normalmente apertava tudo aleatoriamente e não acontecia nada). Era assim que os personagens dançavam e cada um tinha uma sequência diferente. Esse jogo para mim é o melhor da trilogia, tanto pelos personagens muito bem construídos, quanto pelas músicas marcantes.


Cada personagem tem um estilo de dança diferente e uma música bem dançante. Usando os botões do Play mais os direcionais você fazia os passos e conforme seu desempenho, podia até fazer combos, que valiam muitos pontos, tudo ao ritmo da música. Existiam uns combos secretos, que davam muito mais pontos que o normal. Fora isso, os personagens tinham direito a dois golpes especiais para atrapalhar a dança do oponente. Isso era divertido, pois se você não prestasse atenção perdia todos os combos que estava fazendo e também era muito bom para desbaratinar o console quando você jogava contra ele, principalmente nos níveis finais. Haviam também personagens secretos que você abria depois de fechar o jogo com alguns personagens principais. Se você fizesse uma boa quantidade de pontos na fase, tinha direito a um Fever Time, uma dança solo do seu personagem.

um exemplo do jogo com minha música preferida e claro,
 não uma, mas duas Kitty-Ns

Destaque para a música tema de Kitty-N que é a mesma que abre o CD, a qual as suas duas versões, tanto a japonesa quanto a americana me agradam muito, fora seu cenário que é simplesmente mágico! Outro cenário legal tal qual sua música é o da personagem Shorty, que seria como uma personagem para iniciantes do jogo, pelos seus passos fáceis. Gosto muito dos irmãos ets (não são dois Bilus, viu?) Capoeira, que dançam nossa dança típica homonima, capoeira.  Muito bacana também é o cenário do desafio final, o Robo-Z, onde você aparece no alto de um prédio, já que ele é um robô gigante.

Kitty-N versus Robo-Z, no estágio final

O único ponto fraco desse jogo é que as sequências depois de um tempo são MUITO fáceis de se repetir, porque são… repetitivas? lol


Já em Bust a Groove 2 muitos personagens foram simplesmente sacados da franquia original, o que me deixou muito triste, pois muitos deles eu gostava muito, como o Gas-O e Frida. Ao passo que alguns que eu considerava xaropes, como a Kelly (argh!), continuaram.

Em compensação, novos personagens adentram o jogo, como a patinadora Comet, que provavelmente veio a substituir a Pinky do primeiro título, o menino colegial japonês Tsutomu, que tem uma músiquinha e um cenário bem bacana e o zumbi pirata Bi-O, que óbviamente veio substituir o Gas-O. Novamente temos vários personagens secretos, que são liberados quando você fecha o jogo com os principais. E já aviso que são personagens muito, muito engraçados, alguns bem bizarros, que emulam as danças de seus personagens chaves. Como por exemplo Michael Doi, o instrutor de dança de Kitty-N nesse jogo, ao qual ela se apaixona, mas na verdade ele gostava da mesma fruta que  Kitty-N.

os passos dele são os mesmos da Kitty-N. Fabulous!

Mas o mais estranho e controverso deles com certeza é o Pander. No início da fase você pensa que vai enfrentar um pequeno e fofo panda, mas logo ele se transforma em sua verdadeira forma bizarra. Sua dança é estranha, misturando uma dança de leques e outros passos que parecem um Tai-chi. O maluco disso tudo é que você dança loucamente, pois a música é absudamente rápida e difícil pois muda de ritmo a todo instante, enquanto Pander parece dançar em camera lenta, fazendo seu Tai-chi.

Kitty-N versus Pander. Repare nas imagens non sense que aparecem
no fundo da tela.

A inovação dessa versão, além dos novos personagens, são os cenários mais interativos do que na primeira versão, os movimentos dos elementos são uma verdadeira loucura, principalmente se você fizer pontuações altas. Na fase do Pander então dava pra quase ter um ataque epilético do tipo do episódio do Pokémon, de tanto que a tela mudava de cor e piscava e girava e todo escambal a quatro, lol. O nível de dificuldade de dança então é bem mais complexo, você pode escolher ele quando seleciona o personagem, e vai desde o mais fácil onde você usa somente as setas direcionais, ao mais complexo, onde os botões do playstation e as setas se misturam de uma forma tão complicada que é bem fácil você se perder.

Para finalizar o post, é claro que iria ter um fanart feito por mim. Fifi vestida de Shorty juntamente com minha heroína Kitty-N. Notem que o Cris faz participação especial como Columbo no bolsinho do macacão.

clique na imagem para ampliar
Miau!!, e até o próximo post!

6 comentários:

  1. The Fall Of Angelssábado, 15 janeiro, 2011

    Como disse no DA, bust a groove (eu joguei a versão americana xD) é um jogo bem marcante na minha infancia *-*
    Foi um dos meus primeiros jogos pro ps1 junto com monster rancher 2 e um jogo d corrida tosko lá XD.
    *-* minha fav sempre foi a Shorty, seguida pela comet XD. Eu tb adorava a Chichi and Saly XD, mais acredito q a dupla capoeira e chichi and saly saum as mais dificeis d dançar dps do robo-z e panda xD
    a shorty é sim para iniciantes, mais somente no normal e easy, no hard, os personagens mais fáceis como o heat e a shorty se tornam os mais dificeis xD

    ResponderExcluir
  2. Pois é, foi um dos meus primeiros jogos também e eu nem tinha meu PS1 ainda! XD
    Verdade, os passos do Capoeira e da Chichi and Saly no BG2 são complicadíssimos!

    No BG1 a Shorty era simples não importava a dificuldade, isso foi bem mais elaborado no BG2 mesmo!

    ResponderExcluir
  3. olá meninas tenho os dois busts ate hoje e estão convidadas para um desafio,sou morador de santos

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Também tenho, falta o play 1 pra rodar ahuhsuas

    ResponderExcluir
  5. o meu bust quando começa a musica, é normal, mais ao chega no meio dela , sai do ritmo, oq eu faço ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. provavelmente é porque o emulador do play que você está usando não está bem ajustado... aliás, das vezes que eu tentei usar emuladores, foi super fail...

      Excluir

ATENÇÃO: Os comentários deste blog são moderados.
Não serão publicados comentários:

-com propagandas (spam);
-com palavrões ou ofensas a autora desse blog ou a qualquer pessoa.

Se quiser usar alguma imagem ou texto desse blog entre em Contato pedindo autorização.